Conheça Nossa equipe pedagógica I

Em uma série de entrevistas nossa equipe pedagógica vai contar sobre a formação, a trajetória na SEE-SAW e como projeta os próximos anos em nossa escola.

Flavia Dos Santos Sanches professora do EF1

Qual a sua formação e como começou a sua trajetória na SEE-SAW?

Sou pedagoga e professora há 28 anos. Estou há 12 aqui na SEE-SAW.

Comecei na escola como assistente do 1º e 3º anos e no ano seguinte assumi como professora titular o K5. Hoje, além do K5, dou aulas no 2º ano.

Aprecio muito o trabalho com essa faixa etária, pois acompanhar o processo da alfabetização do começo ao fim é muito prazeroso e gratificante para mim.

Nestes anos na escola, quais foram suas maiores realizações na área pedagógica?

Apesar de estar há tempos lecionando para as mesmas turmas, posso dizer que cada ano é único, cada turma traz características, ideias, metodologias, exigências e aprendizados diferentes. Tudo isso me mantém motivada para aprimorar e inovar constantemente.

A SEE-SAW completou 28 anos neste mês de junho. Como você vê a história construída pela escola até o momento e quais os principais objetivos para o futuro?

A SEE-SAW está passando por muitas mudanças e continua acompanhando o ritmo de tudo que acontece no mundo, mas sem abandonar sua principal característica que é tratar cada aluno como único, respeitando e valorizando a individualidade e talentos pessoais.

Yuri Alexander Michelutti Machado - Physics, Math and Chemistry Teacher - STEAM

Qual a sua formação e como começou a sua trajetória na SEE-SAW?

Sou licenciado em Física e mestre em Ciências pela USP e minha trajetória na SEE-SAW começou em 2015, quando fui contratado para lecionar Theory of Knowledge e Projects no currículo bilíngue do Ensino Médio, que acabava de ser inaugurado na escola.

Nesta época, já desenvolvia pesquisas na área de História e Filosofia da Ciência no Ensino de Ciências junto ao Grupo de Teoria e História dos Conhecimentos (TeHCo) do Instituto de Física da USP. Isso me permitiu, em parceria com a diretora pedagógica Lia Armelin, trabalhar com os estudantes aspectos fundamentais do conhecimento e as habilidades próprias do fazer científico.

Através de abordagens como o Project-Based Learning (PBL) e Inquiry-Based Learning (IBL), nossos alunos ampliam sua capacidade de elaborar perguntas de pesquisa, formular e testar hipóteses, além de propor modelos explicativos ou a discussão e análise de dados na resolução de problemas complexos e reais.

Nestes anos na escola, quais foram suas maiores realizações na área pedagógica?

Nestes quase oito anos na SEE-SAW, além de lecionar Theory of Knowledge e Projects, tive a oportunidade de elaborar e implementar os currículos nacionais das disciplinas de Ciências do 9º ano e de Física do Ensino Médio, em diálogo com as orientações educacionais apresentadas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Além disso, auxiliei a criação do Espaço de Criatividade da escola. Nessa sala, através de uma abordagem “mão na massa”, os alunos ampliam a própria aprendizagem através de atividades extracurriculares ou das disciplinas regulares. Desenvolvi também a disciplina eletiva Maker Lab, cujo objetivo central é propiciar aos alunos a construção de projetos/protótipos de ciências e eletrônica.

Em conjunto com meus colegas, coordenação e direção, participo de projetos interdisciplinares multisseriados no Ensino Fundamental II (8º e 9º ano) e no Ensino Médio (1 º ao 3º ano), que vêm ganhando cada vez mais reconhecimento interno e externo. Em 2019, por exemplo, o projeto Sustentabilidade: agir ou assumir as consequências? venceu o “Desafio 2030 – Escolas Transformando Nosso Mundo”,  prêmio concedido a projetos de educação básica ligados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e considerados transformadores. 

Atualmente, sou responsável não só pela disciplina de Ciências do 9º ano, no currículo nacional, mas também pelas disciplinas Advanced Functions 12, Physics 12 e Chemistry 12, que integram o itinerário formativo STEAM do currículo bilíngue do Novo Ensino Médio e são oferecidas em parceria com a Rosedale Academy.

A SEE-SAW completou 28 anos neste mês de junho. Como você vê a história construída pela escola até o momento e quais os principais objetivos para o futuro?

É uma grande honra e alegria para mim poder fazer parte da SEE-SAW, que neste mês de junho completou 28 anos de história e se destaca como referência na educação bilíngue no Brasil.

Seu compromisso com o protagonismo e o desenvolvimento da autonomia dos alunos, o acolhimento de seus interesses e necessidades, permitindo que se transformem em cidadãos críticos, responsáveis e atuantes na sociedade, me faz querer continuar atuando de modo intenso e coletivo para a realização da missão e dos valores da escola. 

Um dos objetivos para os próximos anos é, junto aos meus colegas e toda a comunidade escolar, contribuir, de maneira crítica e reflexiva para a consolidação do nosso Novo Ensino Médio. Outro desses objetivos é projetar também um futuro no qual nossa escola seja sempre um espaço crítico, dialógico, investigativo, inclusivo e acolhedor, sem jamais esquecer seu legado histórico.

Em suma, um espaço feliz e instigante para se aprender, independentemente dos desafios que possam surgir. Afinal, como disse Paulo Freire certa vez: “ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção no mundo.”

Fábio Anderson de Assumpção Silva – professor de matemática ensino médio

Qual a sua formação e como começou a sua trajetória na SEE-SAW?

Sou Licenciado em Matemática e Pedagogia; Mestre em Ensino de Ciências e Matemática; Pós-graduado em Educação Infantil, MBA em Gestão Escolar e Doutorando em Educação: Currículo.

Minha trajetória na SEE-SAW teve início em 2018 lecionando a disciplina de Matemática para o Ensino Médio. Durante este período de 4 anos, tive a oportunidade de lecionar outras disciplinas como; Estatística e Análise de Dados, Arduino e Programação Python.

Nestes anos na escola, quais foram suas maiores realizações na área pedagógica?

Foram as parcerias realizadas com os professores de outras áreas (português, química, geografia e física) para a realização de projetos e atividades interdisciplinares, permitindo aos nossos alunos um aprendizado mais interativo, integrado e inovador. Um destes projetos foi selecionado e apresentado no congresso ICLOC 2021.

A SEE-SAW completou 28 anos neste mês de junho. Como você vê a história construída pela escola até o momento e quais os principais objetivos para o futuro?

É uma história de sucesso. Percebo isso pelos nossos ex-alunos que visitam a SEE-SAW e fazem questão de nos encontrar e contar suas histórias de sucesso na graduação (Brasil ou exterior). Isto é a prova viva de que a nossa escola forneceu não só as habilidades e competências necessárias para o sucesso acadêmico, mas que também ofereceu experiências afetivas e socioemocionais que deixaram ótimas lembranças no coração de cada um deles.

Acredito que o principal objetivo para o futuro seja aprimorar ainda mais o trabalho pedagógico realizado em sala de aula, pois este influencia diretamente no aprendizado do aluno e na sua preparação para empreender e inovar em uma sociedade que está em constante transformação.

1 Comment
  • Cecilia Osborn Mahfuz
    Posted at 17:28h, 28 junho Responder

    Parabéns See-Saw pelos profissionais acima e pelos 28 anos🎉 A combinação acadêmica e afetiva é realmente fundamental para desenvolvimento, crescimento e realização dos alunos! Muito obrigada!!!

Post A Comment